30 de dez de 2009

Demissão

Recebi e gostei muito, por isso repasso a vocês. Feliz começo de ano! Obrigada pelo carinho!!

Carta de Demissão

 
Venho, por este meio, apresentar oficialmente o meu pedido de demissão da categoria dos adultos.
Resolvi que quero voltar a ter as responsabilidades e as ideias de uma criança de sete anos, no máximo.
Quero voltar a acreditar que o mundo é justo, e que todas as pessoas são honestas e boas.
Quero acreditar que tudo é possível.

Quero que as complexidades da vida passem desapercebidas, e quero ficar encantada com as pequenas maravilhas do mundo.
Quero voltar a ter uma vida simples e sem complicações.
Estou cansada de dias cheios de computadores que falham, montanhas de papelada, notícias deprimentes, contas para pagar, fofocas, doenças, e necessidade de atribuir um valor monetário a tudo o que existe.

Não quero mais inventar maneiras impossíveis para que o dinheiro chegue até ao fim do mês ou ao próximo pagamento.
Não quero mais ser obrigada a dizer adeus a pessoas queridas, e com elas, a uma parte da minha vida.
Não quero mais ver ninguém a fingir sentimentos sem amar verdadeiramente.
Quero ter certeza de que Deus está no céu e por isso, tudo está correcto neste mundo.
Quero ir ao McDonalds ou à pizzaria da esquina, e achar que é melhor que um restaurante cinco estrelas.
Quero andar de baloiço e sentir a adrenalina a pulsar em mim enquanto grito de felicidade.
Quero viajar ao redor do mundo no barquinho de papel que vou navegar numa poça deixada pela chuva.
Quero mandar pedras para a água e ter tempo para olhar as ondas que elas formam.
Quero achar que as moedas de chocolate são bem melhores do que as verdadeiras, porque podemos comê-las e ficar com a cara toda lambuzada.
Quero ficar feliz quando amadurece o primeiro morango no jardim ou uma joaninha se posa na primeira flor.

Não quero mais ter medo de borboletas.
Quero ler o meu livro preferido com uma lanterna debaixo dos cobertores para o meu pai não ver a luz.
Quero poder passar as tardes de verão à sombra de uma árvore, construir castelos no ar para os dividir com meus amigos.
Quero voltar a achar que pastilha elástica é a melhor coisas da vida.
Quero que as maiores competições em que eu tenha de fazer sejam uma corrida entre amigos ou uma brincadeira ás escondidas...

Eu quero voltar ao tempo em que tudo o que eu sabia era o nome das cores, a tabuada, as cantigas de roda, o "Ave Maria", e isso não me incomodava nadinha, porque eu não tinha a menor ideia das coisas eu ainda não sabia...
Quero voltar ao tempo em que se é feliz, simplesmente porque se vive na bendita ignorância da existência de coisas que podem nos preocupar e aborrecer.
Eu quero acreditar no poder dos sorrisos, dos abraços, dos agrados, das palavras de carinho, da verdade, da justiça, da paz, dos sonhos, da imaginação, dos castelos no ar e na areia.
Quero voltar a acreditar no amor.
 
E o que é mais importante: quero estar convencida de que tudo isso vale muito mais do que o dinheiro !
 
Por isso, aqui está as chaves da minha casa, a lista do super mercado, as receitas do medico, o talão de cheques, os cartões de crédito, os crachás de identificação, o monte de contas para pagar, a declaração de renda, a declaração de bens, as senhas do meu computador e das contas no banco, e resolvam as coisas como quiserem.
A partir de hoje, isso é com vocês, porque eu estou a demitir-me da vida de adulto.




2 comentários:

Cristina João disse...

Oi
Adorei conhecer este cantinho.
FELIZ 2010!!
Beijos,
Cristina João
(www.recomadres.blogspot.com)

Luciana Casado disse...

Oi meninas, espero que vcs tenham passado uma virada cheia de amor e felicidade juntos dos que vcs amam!!
Bjus, Lu