5 de fev de 2010

E aí? Você lembra...

Responda rápido: quantos joysticks você quebrou jogando Decathlon no Atari? Teve pesadelos com o boneco do Fofão? Cantou “eu sou free, sempre free” com o Sempre Livre? E ouviu Ultraje a Rigor, Ritchie e Dr. Santana? Assistiu na Sessão Comédia a Super Vicky, Caras e caretas e Primo Cruzado? E lembra o nome do assistente do Capitão Gay? Você gostava mais da Formiga Atômica ou do Bionicão? Fez bola com chiclete de banana Bubbaloo ou comeu Mirabel con Fanta Limão no recreio? Pegou um pedacinho de Geleca verde e fingiu que era meleca? Argh! Bom, mas você juntou chapinhas da Coca-Cola para trocar por um iô-iô Russell, não? Conseguiu montar o cubo mágico? Não vale se colou aqueles adesivos que eram vendidos nos camelôs... Usou carteira emborrachada com velcro? E relógio Champion que trocava as pulseiras? Na copa de 86, você ficava esperando aparecer Araquém, o showman? E teve vontade de esganar a Fogueteira depois daquele papelão no Maracanã? Comeu geléia de mocotó Imbasa e sua mãe ficou com o copo? Idolatrou os Menudos ou debochava deles? Não se reprima, pode admitir! Agora, fale a verdade: na primeira vez em que viu Roberta Close, achou que fosse um mulherão, não achou?

Se você fez igual às crianças no foguete do Domingo no parque (“troca uma bicicleta por uma lâmpada queimada?”) e respondeu “siiiiiiiiiiiiimmmmmmm” às perguntas aí de cima, parabéns”! Acaba de ganhar uma bala Juquinha e um drops Chucola. Mas pode trocar por um Dipn’Lik.

Não tem problema se a sua memória tomou Doril. Lembra quem tocou em cada noite do primeiro Rock in Rio, a escalação da seleção brasileira naquele fatídico jogo contra a Itália na Copa de 82 e quais eram os seis suspeitos do Detetive.

JURADOS QUE PASSARAM PELO SHOW DE CALOUROS: Aracy de Almeida, Silvinha, Sônia Lima, Nelson Rubens, Wagner Montes, Décio Piccinini, Flor, Pedro de Lara, Sérgio Mallandro, Petrúcio Mello, Mara, Luís Ricardo, Cynira Arruda, Wilza Carla e Antônio Fonzá.
 
BORDÕES DO CHAVES: “Foi sem querer querendo...”, “Isso me escapuliu”, “Piii pipipipipipi...”, “Ninguém tem paciência comigo...”, “Isso, isso, isso...”
 
BORDÕES DO CHAPOLIN: “Não contavam com a minha astúcia!”, “Suspeitei desde o princípio!”, “Aproveitam-se da minha nobreza”, “Silêncio! Minhas anteninhas de vinil estão detectando a presença do inimigo”, “Sigam-me os bons!”, “Palma! Palma! Não priemos cânico!”

SLOGANS:
Danoninho vale por um bifinho.
Tomou Doril, a dor sumiu.
Bonita camisa, Fernandinho!
Não esqueça a minha Caloi.
Bombril tem 1001 utilidades.
Tostines vende mais porque é fresquinho ou é fresquinho porque vende mais?
Eu como a geléia e a mãe fica com o copo. Plim!
Você se lembra da minha voz? Quanta diferença, mas os meus cabelos... Quanta diferença!
Super Nescau, energia que dá gosto.
Óticas do povo, morou?
Parece remédio, mas não é.
Eu sou você amanhã.
Free, uma questão de bom senso.
Se algum desconhecido um dia lhe oferecer flores, isto é Impulse!
A primeira faz Tchan, a segunda faz Tchun e... Tcha-tchan-tchan!!!
Deu duro? Tome um Dreher.
Caldo Maggi, o caldo nobre da galinha azul.
Com Rexona, sempre cabe mais um.

Nenhum comentário: