7 de nov de 2010

DICAS!!!!

Como organizar minha vida financeira? O que posso fazer?

Gerenciar o próprio dinheiro muitas vezes se torna uma tarefa quase impossível para algumas pessoas que desconhecem o poder do planejamento e da organização.
Dicas simples de serem seguidas podem ser poderosas aliadas à saúde do seu bolso.
Organizar sua vida financeira é muito fácil e requer apenas um esforço pessoal de disciplina e determinação!
A organização financeira pessoal gera produtividade e qualidade de vida.

Nesta seção, aprenda como organizar suas finanças em 5 passos, pelo método desenvolvido pelo Prof. Samuel Marques.
Conheça agora os cinco passos para organizar a sua vida financeira.
Eles formam uma seqüência lógica e interdependente. Localize em qual estágio você se encontra e avance rumo à organização e independência financeira.
1. Conheça os seus números

Este é o primeiro passo. Os ricos têm a companhia constante dos números: renda, dividendos, patrimônio, cotações e grandes negócios são todos expressos em números. Quem deseja a Organização Financeira precisa conhecer os seus próprios números.
Se você está nesta fase provavelmente estará vivendo uma ou mais destas situações:

A) Incapacidade de fazer anotações financeiras: tenta controlar “de cabeça”; não preenche o canhoto do talão de cheques nem confere extratos bancários;

B) Não tem idéia de quanto paga em juros.

A dica é: passe meia hora por dia fazendo contas. Saiba tudo sobre os seus números e veja a diferença que isto vai fazer na sua vida.

2. Gaste menos do que ganha

O segundo passo é gastar menos do que recebe. Quem tenta manter um estilo de vida acima dos seus ganhos acaba endividado e com sérios problemas.
Se você está nesta fase, provavelmente:
A) existe uma planilha de controle, mas o resultado sempre é vermelho;

B) quando termina uma prestação você faz outra;

C) chega um dinheiro extra (13º salário, por exemplo) e desaparece em meio ao pagamento de dívidas.

A dica é: faça um orçamento anual. Você vai perceber que a despesa de 1 ano não é o mesmo que multiplicar a despesa de um mês qualquer por 12.

3. Elimine suas dívidas

Elimine mesmo, faça um plano para acabar completamente com as suas dívidas. Quem está nesta fase já conhece seus números, equilibrou o orçamento, mas continua com dívidas.

A dica é: pare de fazer dívidas novas e comece a antecipar o pagamento das atuais. Em pouco tempo você liquidará todas as suas dívidas;

4. Tenha dinheiro

Lembre-se que a diferença entre o rico e o pobre é o fato de possuir dinheiro.
Se você não consegue segurar uma nota de cinqüenta reais na Carteira, será muito difícil trilhar o caminho da riqueza.
Acostume-se a ter dinheiro. Dinheiro guardado, rendendo. Quem está nesta fase já conhece seus números, gasta menos do que ganha, eliminou suas dívidas, mas não consegue guardar dinheiro.
A dica é: faça o alvo de ter o montante que vá gerar uma renda equivalente a 10% do seu salário. Depois vá aumentando até chegar a 100%.

5. Valorize as pessoas

Lembre-se de que dinheiro chama dinheiro, mas não chama para um cineminha. A regra é amar as pessoas e usar o dinheiro. O dinheiro não pode ser um fator de stress, mas sim um gerador de estabilidade nos relacionamentos.
Valorizar as pessoas é:

A) Passar tempo com as pessoas: tempo é dinheiro;

B) Lembrar-se das datas importantes ao menos para falar ao telefone;

C) Viajar, dar presentes, investir em relacionamentos.

Organize-se financeiramente. Faça as pazes com o seu dinheiro e depois transforme esta tranqüilidade em bons frutos nos seus relacionamentos.
A prática destes cinco passos levará você à organização financeira e é claro, a um novo patamar de qualidade de vida.

Prof. Samuel Marques

Nenhum comentário: